Guia Rápido de Como Analisar Forças e Fraquezas de um Web Site

Guia Rápido de Como Analisar Forças e Fraquezas de um Web Site
Conteúdo Desenvolvido por:
comercial@webceo.br.com

Guia Rápido de Como Analisar Forças e Fraquezas de um Web Site

Você já recebeu um pedido de orçamento para o final da tarde e teve que negar por não dar tempo de avaliar o site do cliente? Isso nunca mais vai acontecer depois de você ler nosso Guia Rápido de Forças e Fraquezas!

A não ser que seu preço seja tabelado, você sempre se depara com orçamentos de última hora. Isso acontece bastante em finais de semestre, época de reavaliar o trabalho de consultorias e ferramentas. Então, o que você pode fazer para ser ágil ao entregar orçamentos sem perder a qualidade do trabalho ou se arrepender depois de ter cobrado muito barato?

O passo a passo abaixo foi feito para se ter uma estimativa da quantidade de trabalho que você terá ao ver as Forças e Fraquezas de um Website.

PRIMEIRO PASSO: SEO ON PAGE (TAGS E VELOCIDADE)

É preciso arrumar a casa para receber visitas, certo? Então vamos ver como a “casa do cliente” está arrumada rapidamente com essas 3 ferramentas:

Screaming Frog:

A versão grátis suporta até 500 URL’s rastreadas sem cobrar nada. Ali você pode ver várias informações sobre o On Page do site do cliente como:

  • Titles: se existe repetição, ausência, Titles muito compridas ou muito curtas, se existem dois Titles por página (múltiplos). Tudo isso fica dentro da seção Page Titles.
  • Descriptions: mesma sistemática dos Titles: muito compridas, muito curtas, ausentes, repetidas, múltiplas. Você encontra essa informação dentro da seção Meta Descriptions.
  • Directives: todas as diretivas que se dá para os buscadores. Canonicals, Noindex, no follow, noarchive, nosnippet e por aí vai. É muito útil para ver se está havendo problema de indexação no site.
  • Hreflang: para sites internacionais, essa seção é ótima. Já verifica para você se há os rel=”alternate” de acordo com o que o site precisa.A parte boa do Screaming Frog é que é uma análise bem simples de compreender (se você entende os termos técnicos do SEO). A ruim é que é um software que roda na sua máquina. Então, para sites muito grandes, você vai ver uma grande perda da memória do seu computador depois de passar de 5.000 URL’s, por exemplo. Mas como estamos falando aqui de um orçamento rápido de fim de tarde, a ferramenta é perfeita.

Verificador de Velocidade (WebCEO)

    Para ver quão rápido um site carrega para o usuário a melhor ferramenta é a análise em massa da WebCEO. Ela rastreia todas as páginas do seu site e traz os resultados do Google Pagespeed Insights todos de uma só vez. Mas, para isso, você precisa dar um tempo para a ferramenta rastrear tudo.      Caso você não tenha tempo, existe a opção do WebPageTest, uma ferramenta que analisa página por página e deixa um histórico (se você estiver logado) dos resultados coletados. Você já poderá ver:

  • First Byte: com o FB você consegue ter uma idéia se o servidor do cliente é bom ou se precisa trocar. Tudo abaixo de 0.2 segundos é bom. Acima disso pode ser motivo de preocupação;
  • Peso do site: páginas leves pesam menos de 2MB. Mais que isso, você pode precisar analisar os elementos mais pesados da página;
  • Velocidade de carregamento: o Google diz que páginas que demoram mais de 2 segundos para carregar completamente tem grandes chances de serem abandonadas.

SEGUNDO PASSO: SEO OFF PAGE (LINKS)

Para analisar rapidamente os links de um site, você pode jogá-lo como competidor do seu site no no WebCEO, dentro da ferramenta de análise de links: Link Building Completo.

A ferramenta trará todos os links do site que você está analisando e verá os pontos positivos e negativos. Você verá com facilidade em um dashboard auto explicativo:

  • Quantidade de links: Geralmente, quanto mais links, melhor. Depende também de qualidade, mas, em uma análise rápida para analisar as forças de fraquezas de um site, considere apenas a quantidade.
  • Fonte dos links: Você vai saber se muitos sites conhecidos fazem links para o site que você está analisando. Quanto mais sites conhecidos, melhor. Se forem muitos sites desconhecidos, de outros países ou em outros idiomas, já ative o sinal de alerta.
  • Links separados por TLD: TLD (Top Level Domain) é a extensão do domínio: site.com ou site.com.br. A diferença é que sites .edu e .gov são mais difíceis de comprar, e, por consequência, seus links são mais valiosos. Se você perceber que o site que você está analisando tem muitos TLD de .net, .info, .xyz e assim por diante, fique atento e aprofunde essa análise depois.
  • Backlinks perdidos: Você pode recuperar facilmente vários backlinks se a aba de Backlinks perdidos estiver com muitos links. Assim, seu trabalho será fácil no começo e depois será apenas de manutenção. Caso contrário, todos os links que você conquistar terão que ser suados.

TERCEIRO PASSO: Usabilidade e Conteúdo

Não há melhor ferramenta para analisar usabilidade e conteúdo do que o cérebro humano. Então, o último passo desse Guia Rápido de Como Analisar as Forças e Fraquezas de um site é justamente navegar por ele e fazer as seguintes anotações, página-à-página:

  1. Esta página fala sobre o quê? Ao navegar por um site e clicar em um link, tente entender rapidamente sobre o que é aquela página. Em 1 segundo na primeira dobra você deve ter essa resposta em uma frase: “alugue um carro”, “compre um celular”, “ligue para nós”, “preencha o formulário.”. Perceba que todas as frases estão no imperativo.
  2. Quanto tempo eu demorei para entender o conteúdo dessa página? Depois de entender sobre o que ela fala, quanto tempo navegando por ela você precisou para vê-la toda e “aprender o que ela ensina”? Um texto mais longo como esse talvez precise de 10 minutos de atenção do usuário. Mas sua página pode se dar ao luxo de prender o usuário por tanto tempo?
  3. Houve alguma disrupção na minha experiência do usuário (UX)? Links quebrados, pop-ups, banners, cliques indesejados e até banners que aparecem depois de um certo tempo. Essas quebras de UX são realmente necessárias?
  4. Eu tenho opções do que fazer nessa página? Talvez muitas opções? Há páginas que possuem um banner rotativo, 20 produtos, filtros, ordenações, botões de comprar, imagens, textos e vídeos, cada um apontando para um lado diferente da jornada de compra do usuário. Que tal focar cada página em uma ação?
  5. Eu compartilharia essa página com um amigo? Se eu estou lendo um texto, de 0 a 10, qual a chance de eu compartilhá-lo com um amigo ou colega de trabalho? O Conteúdo é interessante a esse ponto ou é mais do mesmo?

Pronto! Depois desses 3 passos você poderá responder em menos de 1 hora se um site é bom ou ruim e quanto de trabalho você terá em otimizá-lo!

Curtiu esse guia? Que tal compartilhá-lo com um colega de profissão?

Até a próxima!

Ultimas Publicações do Autor

WEBCEO BRASIL

Ultimas Publicações

Conheça nosso programa de Canais

Se Você é uma Agência, Profissional de Marketing ou SEO, Vou Ajuda-lo a Conhecer As Ferramentas WebCEO.

Marcos Custódio,
Country Manager & Partnerships
Web CEO Brazil